Planejamento estratégico para escolas profissionalizantes

Desempenhar a função de gestor escolar não é uma tarefa simples. É necessário ter muita dedicação, motivação, resiliência, estudo e certa experiência.

No entanto, há um ponto que simplifica todas essas características e garante o sucesso das escolas: o planejamento estratégico.

O planejamento estratégico é a descrição detalhada de planos de ação para alcançar os objetivos e metas desejadas. Em outras palavras, ele funciona como um guia para orientar tanto o gestor, como sua equipe pedagógica, comercial, administrativa e financeira. Sendo assim, toda a gestão escolar está sob esse pilar.

Agora você precisa saber por onde e como começar o seu planejamento estratégico. Por isso, elaboramos este passo-a-passo para você desenvolver o plano de ação ideal para o sucesso da sua escola. Não deixe para depois e comece agora o seu aprendizado.

Quando iniciar o planejamento estratégico?

O gestor escolar pode traçar um plano para gerenciar sua instituição a qualquer momento. Porém, o ideal é começar no início do ano, estipulando metas trimestrais. Assim, fica mais fácil estabelecer parâmetros para acompanhar os meses sequentes.

Cada setor da escola pode ter um projeto com metas específicas e as ações individuais a serem desempenhadas. No entanto, toda a equipe deve trabalhar em conjunto.

Dirigir uma escola sem um planejamento, ou ter um mal elaborado, pode levá-la a problemas administrativos graves. Elaborar um planejamento estratégico ajuda também a identificar as demandas e déficits da gestão. Afinal, é impossível seguirmos um plano de ação se nem mesmo sabemos onde queremos chegar.

As metas de um bom plano estratégico podem ser estipuladas a curto, médio e longo prazo. Para tanto, é preciso dar prioridades as ações conforme a sua demanda.

1. Planejamento escolar participativo

O planejamento escolar participativo funciona como a democracia, em que o coletivo tem influência na tomada de decisões, seja direta ou indiretamente.

Portanto, o propósito do planejamento participativo é que toda comunidade escolar participe das decisões de interesse em comum.

Nesse modelo todos os integrantes da comunidade devem apresentar propostas e votá-las, de acordo com as prioridades de assuntos. Gestores, instrutores, funcionários e alunos têm direito ao voto, para que as decisões sejam partilhadas entre todos.

Entretanto, para que o planejamento participativo na escola dê certo é essencial que todos estejam inteirados à realidade da escola profissionalizante para identificar os problemas e sugerir as soluções.

Para formatar esse tipo de planejamento é preciso ter uma base com informações sobre a comunidade, o local e a realidade atual e pretensões futuras.

2. Planeje sua escola para o futuro

Além de fazer um planejamento estratégico que não repita erros do passado, é importante estipular mudanças para futuro. Pois, é essencial para uma escola profissionalizante estar sempre inovando.

As inovações são a base para a aquisição de novos alunos além de trazer benefícios para os que já estão matriculados, deixando o aprendizado mais fácil e funcional a cada dia.

Mesmo que seus resultados anteriores tenham sido muito bons, o mercado educacional é um dos que mais cresce e inova a cada dia. Portanto, sua escola não pode ficar parada no mesmo lugar.

Você pode conferir esse guia exclusivo sobre modernização das escolas para ter novas ideias.

O bom gestor deve estar atento aos últimos acontecimentos nacionais e internacionais, isto é, estar antenado as novas tendências em tecnologia, metodologia, sistema de ensino mercado profissionalizante, cursos mais valorizados, entre outras. É importante traçar paralelos da sua escola e com outras realidades.

Cada novidade observada e inserida na escola é um passo para preparar ou aproximar sua escola das demandas do futuro a mais, tornando-se um diferencial a curto, médio e longo prazo. Lembre-se: Seu planejamento estratégico deve sempre visar o crescimento.

Pensando no futuro, é importante o diretor se ater a qual método de ensino irá acompanhar as novas demandas do mercado educacional. Então, conheça mais sobre o método interativo e veja como ele atende as novas necessidades da escola e dos alunos.

3. Aprenda com os erros para melhorar suas estratégias

Como foi possível perceber, o planejamento estratégico ajuda o gestor a se precaver de algum imprevisto, ficando um passo à frente é mais seguro tomar decisões mais coerentes e assertivas em cada ocasião.

Basear-se em experiência negativas do passado pode ajudar na elaboração de novas estratégias para antever problemas. Portanto, essa análise retrospectiva é muito importante e o gestor precisa estar atento a todas experiências na hora de planejar, por exemplo como oportunidades e ameaças, ambientes interno.

Leve em consideração os seguintes questionamentos:  Quais estratégias de marketing não atingiram o público esperado? Quais gastos foram desnecessários? Qual atividade, evento ou metodologia não atraiu os alunos ou não gerou aprendizado?

Uma ótima estratégia para melhorar a performance da gestão escolar é investir em cases de sucesso.

guia-gestao-escolar

4. Monitore seu planejamento estratégico e os resultados

Os gestores mais experientes sabem que não é seguro criar um plano estratégico para o ano todo, já que as situações podem mudar com o tempo. O recomendável é ir analisando e mensurando os resultados, por exemplo, mensalmente, trimestralmente ou semestralmente, e com base nos dados obtidos fica mais fácil e seguro planejar conforme os resultados do período.

Para facilitar e organizar seu planejamento estratégico é recomendável o uso de ferramentas online de gestão escolar ou planilhas de Excel desenvolvidas para essa função.

Verifique das metas estipuladas quais foram alcançadas, e quais não foram para já pensar nas mudanças necessárias.

Existem estratégias que funcionam muito bem para alguns empreendimentos, mas para outros simplesmente não se aplicam. Por isso o planejamento deve ser aberto e oferecer meios de alterações funcionais.

Às vezes, é preciso mudar o planejamento estratégico inteiro, e isso não deve ser visto como um problema, e sim como um desafio necessário para melhorar e alcançar o sucesso.

Afinal, é mais viável consertar as paredes enquanto há rachaduras, do que esperar que ela caia para então reconstruí-las.

Conclusão

Você viu o quanto é importante estabelecer e seguir um plano estratégico na sua escola profissionalizante e também como é importante ter maleabilidade para agir em imprevistos. As metas devem ser dirigidas tanto pela necessidade quanto pelos resultados.

Com certeza, após elaborar e discutir com sua equipe as metas e estratégias, você verá seus colaboradores mais engajados para manter o alto desempenho da sua escola.

Agora, se você ainda não fez um planejamento estratégico para sua escola para esse ano, comece agora avaliando a situação atual e planejar hoje as mudanças que deseja até o fim do ano.

2 respostas para “Planejamento estratégico para escolas profissionalizantes”

  1. Lícia disse:

    Muito bom! Me ajudou muito!Obrigada

    1. Evolua disse:

      Excelente, Lícia! Se inscreve na nossa newsletter e receba, mensalmente, os conteúdos mais recentes aqui do blog.

Deixe uma resposta