Como definir os preços de mensalidades?

Definir seus preços e mensalidades de acordo com as possibilidades do seu público-alvo é essencial para não espantar seus clientes e conseguir manter uma boa taxa de lucro.

Isso é fundamental, principalmente, quando falamos do ensino privado, já que, devido à legislação, o preço dos cursos só pode ser definido uma vez por ano — exceto em cursos semestrais.

Sendo assim, reajustes de mensalidades não são permitidos a qualquer momento, tornando difícil consertar o orçamento da organização caso haja algum erro na hora de afixar os valores. Mas, como precificar corretamente? Continue a leitura e descubra!

Como é feita a precificação de mensalidades?

O processo de precificação de mensalidades possui um método diferente da precificação de produtos e serviços porque na hora de definir tal valor são consideradas a frequência dos estudantes e o quanto cada curso colabora proporcionalmente com os custos fixos da instituição.

Portanto, para definir um preço adequado para as mensalidades é preciso fazer alguns cálculos e seguir os passos abaixo:

#Passo 1 – Capacidade

uma pessoa no notebook e outra fazendo cálculos com a calculadora

Primeiro, é preciso definir a capacidade total que o estabelecimento oferece. Para chegar a esse número, é preciso ter as seguintes informações:

  • A capacidade total de alunos (A);
  • A taxa de ocupação (B);
  • Quantidade de dias letivos ao mês (C);
  • A carga horária média de cada aluno (D).

Ao fazer o cálculo A x B = AB x C x D, você obterá como resultado a carga horária total da sua instituição a cada mês. Assim:

Vamos supor que em sua escola a capacidade total (A) é de 500 alunos, a taxa de ocupação (B) é de 75%, (C) são 20 dias letivos ao mês e a carga horária de cada aluno (D) é, em média, quatro horas.

Sendo assim: A x B = AB x C x D
500 x 75 = 375 x 20 x 4
= 30000.

#Passo 2 – Curso

um homem escrevendo em um post-it cor de rosa em uma mesa de madeira com um notebook em cima

Depois de calculada a capacidade total oferecida pela instituição, é preciso que você faça novamente o mesmo cálculo — mas, dessa vez, especificamente para o curso que terá a mensalidade precificada.

#Passo 3 – Custos

mesa de madeira com papéis, uma caneta, calculadora e um cofrinho

Depois de calculadas as cargas horárias mensais dos cursos, é preciso calcular os custos fixos tanto da instituição como do curso. Bem como seus custos extras, para que seja rateado o seu percentual.

Aluguel, telefone, água, salários, impostos e benefícios são exemplos de custos fixos.

Quanto custa montar uma escola profissionalizante

#Passo 4 – Margem de lucro

Depois de calculada a capacidade da instituição e do curso e, também, calculados os custos, é preciso definir uma margem de lucro para chegar ao preço final.

Para chegar a essa margem, some todos os custos do curso e adicione a margem de lucro esperada.

Assim, suponha que o total de custos do curso, entre custos fixos e extras, seja de R$ 10.000,00 — e a margem de lucro esperada seja de 25%. Adicione essa margem aos custos que, nesse caso, chegariam a R$ 12.500,00.

#Passo 4 – Alunos

Finalmente, para chegar ao valor da mensalidade, é preciso dividir esse último número (custos + margem de lucro) pela quantidade de alunos do curso.

Ou seja, se o curso tiver 80 alunos, o valor da mensalidade seria de R$ 156,00.

Como precificar corretamente?

É muito importante que, antes de lançar o valor da mensalidade ao mercado, seja feita uma comparação com os preços ofertados pela concorrência. Assim, você saberá se o valor oferecerá competitividade e se está dentro dos padrões de mercado.

Para fazer isso de forma mais prática e sem erros, é essencial verificar os preços dos concorrentes e analisar os serviços oferecidos por eles. Ao levantar, organizar e analisar esses dados, você poderá perceber facilmente os fatores que elevam ou diminuem o preço de seus concorrentes — e, assim, analisar se você está oferecendo um preço competitivo em relação a eles.

Se a margem de lucros estiver baixa, reveja os custos e pense em formas de diminui-los. Mas, evite subir o valor final das mensalidades. Lembre-se que o preço é um grande diferencial, e que você não poderá alterá-lo até o início do outro semestre ou ano letivo.

3 respostas para “Como definir os preços de mensalidades?”

  1. Não entendi essa taxa de ocupação, o que seria isso? Como faria esse cálculo para vender cursos online?

    1. Evolua disse:

      Olá, Mathias. Tudo bem?
      Vamos lá! Os 75% é referente a taxa de ocupação voltada aos alunos pagantes da sua escola. Sobre sua segunda dúvida, a nossa principal expertise é o licenciamento de ensino interativo. Com mais de 20 anos de história, somos a maior fornecedora de sistema de ensino interativo para escolas e polos EAD no Brasil.

  2. Kales Jackson disse:

    Para cursos EaD, a capacidade total da turma pode ser limitada principalmente pelos seguintes fatores: estrutura de TI (quantidade de alunos que o sistema comporta) e quantidade de tutores, para casos de cursos com tutoria. A partir dessa capacidade nominal é que se estima quantos alunos de fato terão, se estimando, assim, a taxa de ocupação (divide-se a quantidade estimada de alunos pela capacidade nominal).

Deixe uma resposta