Qual a importância de um curso profissionalizante?

A procura por um curso profissionalizante cresce no Brasil, fruto de grandes investimentos do Governo Federal em ensino profissionalizante.

Segundo dados do Ministério da Educação, em 2015 foram realizadas 1,3 milhão de matrículas de alunos nesse setor, o que indica que o curso profissionalizante é valorizado por muitas pessoas.

No entanto, muitos gestores ainda desconhecem os benefícios que esse modelo de curso proporciona aos estudantes e para a sociedade. Para saber quais são eles, acompanhe este post e descubra por que o ensino profissionalizante é tão importante no Brasil!

O que é um curso profissionalizante?

Bastante dinâmico, um curso profissionalizante oferece qualificação profissional em um curto espaço de tempo. Ou seja, é focado na atualização e aperfeiçoamento de áreas específicas, com maior direcionamento para o ramo que o aluno pretende seguir.

Sendo assim, ele permite a rápida inserção do estudante no ambiente de trabalho.

Sobretudo, essa metodologia de educação oferece aulas mais dinâmicas e interativas para ensinar o aluno, facilitando o aprendizado. Inclusive, muitas vezes, são utilizados recursos tecnológicos para aumentar o interesse do estudante e favorecer a retenção do conteúdo, visto que ele utiliza de meios que já conhece para estudar.

Ademais, há maior flexibilidade no horário das aulas, permitindo a conciliação com as demais tarefas do dia a dia. Dessa forma, não há barreiras para que o estudante se dedique à sua formação profissional, o que contribui para o seu engajamento em relação aos conteúdos.

Pra quem é indicado?

São indicados para os jovens que ainda não concluíram o ensino médio ou já terminaram, e precisam se inserir rapidamente no mercado de trabalho.

Ele também é uma ótima opção para os profissionais que estão formados há alguns anos e precisam se atualizar sobre as novas ocupações, novos conceitos, as mudanças do mercado e as tecnologias adotadas pelas empresas, que costumam mudar em um curto espaço de tempo.

Além disso, também é recomendado para os profissionais que pretendem agregar conhecimento a uma determinada área. Por exemplo: um jornalista que pretende se inserir no setor de marketing digital pode realizar um curso profissionalizante para aprender sobre o assunto e conhecer as influências das mídias digitais no processo de vendas.

Dessa maneira, ele não precisa investir em uma nova graduação, que levará 4 anos para concluir e obter um diploma, ou em uma especialização, que terá um alto custo. No curso profissionalizante, o profissional adquire o conhecimento necessário para atuar no mercado, de forma rápida, prática e eficiente.

Sendo assim, ele estará mais preparado para assumir uma nova função na empresa, procurar um novo emprego, mudar completamente de área ou se lançar pela primeira vez no mercado de trabalho.

Afinal, as empresas procuram candidatos qualificados, que possuem conhecimento técnico, conhecem as tendências e inovações da área de atuação e sabem aliar teoria e prática na hora de desempenhar a atividade.

Qual a importância do ensino profissionalizante?

Por meio da Lei 12.513/11, o Governo Federal fomentou a expansão dos cursos profissionalizantes no Brasil, a fim de aprofundar o conhecimento e o desenvolvimento da capacidade profissional do estudante ou trabalhador.

Essa medida amplia a democratização do acesso de muitos jovens à educação e ao mercado de trabalho, possibilitando o incremento da renda familiar e o avanço econômico do país.

Para você ter uma ideia da importância do ensino profissionalizante nesse contexto, segundo o presidente do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Rafael Lucchesi, 86% dos jovens brasileiros não chegam às universidades. Ou seja, eles vão para o mercado de trabalho sem preparação e qualificação.

Em seu artigo intitulado Educação Profissional”, Ramon Oliveira cita que o Banco Mundial se preocupa com o ensino profissionalizante há duas décadas. Segundo ele, isso ocorre devido à necessidade de os países em desenvolvimento encontrarem uma mão de obra flexível, com conhecimento sobre as mudanças no mercado de trabalho.

Oliveira ainda destaca que para o Banco Mundial “o investimento na qualificação dos trabalhadores é tão necessário quanto o maior investimento de capitais em áreas fundamentais do desenvolvimento econômico”.

Diante desses aspectos, pode-se perceber que o ensino profissionalizante é de extrema importância para o país, visto que muitos jovens não têm condições financeiras ou tempo para investir em uma graduação na universidade.

Ademais, o curso profissionalizante oferece qualidade na formação por um custo mais baixo, com flexibilidade em relação às horas de estudo e rápida inserção no mercado de trabalho. Afinal, em vez de estudar por 4 ou 5 anos para obter um diploma, o estudante pode fazer cursos rápidos a qualquer hora do dia e com certificação.

Como contribui para o mercado de trabalho?

Mesmo com a crise econômica, o mercado brasileiro precisa de mão de obra qualificada em diversos postos de trabalho.

Nesse sentido, o curso livre oferece uma oportunidade de aprender determinados conteúdos rapidamente e contribuir para o crescimento das empresas. Com isso, toda a sociedade é beneficiada, pois o sucesso de um negócio movimenta a economia e contribui ainda mais para o aumento das ofertas de emprego.

Inclusive, um estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas aponta que 62,58% dos alunos que cursaram o ensino profissionalizante obtiveram um emprego na área. A pesquisa ainda mostra ainda que 65,61% dos estudantes informaram que os cursos livres ensinaram o conteúdo necessário para o bom desempenho no emprego.

Recentemente, o Congresso Todos pela Educação debateu sobre a importância da formação profissionalizante para o mercado brasileiro.

Segundo os dados apresentados durante o encontro, a indústria precisa de 7,2 milhões de técnicos para desempenhar as atividades, e o ensino profissional é uma alternativa para levar profissionais qualificados para as empresas mais rapidamente.

Modelos semelhantes de ensino já foram adotados em países como Alemanha e França, levando uma mão de obra técnica e tecnológica para as empresas. Dessa maneira, pode-se perceber que esse é um modelo de educação que funciona e pode trazer inúmeras vantagens ao país.

Diante desses dados, fica clara a grande contribuição que o curso profissionalizante proporciona para o mercado de trabalho, a economia brasileira e a sociedade em geral.

Gostou deste post? Compartilhe-o nas suas redes sociais para que outras pessoas também tenham acesso a esse conhecimento!

 

 

7 respostas para “Qual a importância de um curso profissionalizante?”

Deixe uma resposta