5 Dicas de como preparar as crianças para o futuro profissional

5 Dicas de como preparar as crianças para o futuro profissional

Ah, o futuro! Quem nunca fez planos, estabeleceu metas e ficou curioso para saber o que esperar? Ainda mais quando entram em jogo a educação e o futuro profissional das crianças.

São várias as preocupações em relação à formação, mais especificamente sobre o mercado do trabalho. Uma vez que o cenário só cresce em competitividade. Com essa realidade, os pais precisam estar atentos à educação dos pequenos.

Há quem diga que educar é uma tarefa extremamente difícil. Já que consiste em um processo complexo que envolve ensinar, aconselhar e preparar as crianças.

Por isso, separamos algumas dicas para você. Anote aí!

Como garantir o futuro profissional das crianças

1 – Incentive Aprender um Novo Idioma

Será que vale a pena as crianças aprenderem um novo idioma desde cedo? A resposta é: SIM.

Independentemente da idade, conhecer idiomas estrangeiros é enriquecedor para qualquer criança. Certamente, a compreensão de uma língua diferente da nativa será muito importante para sua vida profissional e pessoal.

Afinal, hoje em dia, as crianças estão inseridas no universo tecnológico desde muito cedo. Sendo expostas a diferentes idiomas, aumentando as chances de aprendizado. Por isso, é tão importante que as crianças  se familiarizem ainda na infância, uma vez que o treinamento e a fluência exigem anos de prática.

A melhor maneira de assimilar uma nova língua, sem perceber que está aprendendo, é brincando. Esse conceito é cada vez mais difundido quando falamos em educação infantil.

Então, busque por escolas de idiomas que ofereçam cursos com uma metodologia de ensino moderna. Ou seja, que os alunos aprendem no seu ritmo, por meio de aulas dinâmicas e interativas.

Com conteúdos que vão do básico ao avançado, priorizando a prática da conversação junto com as aulas teóricas, para serem aplicados em atividades profissionais, intercâmbio e viagens internacionais.

2 – Insira nos cursos de Robótica e Programação

A robótica e a programação ajudam no desenvolvimento cognitivo da criança e proporciona a fase de crescimento mais criativa e divertida.

O mercado de trabalho será muito exigente na vida adulta dos pequenos. Pensando nisso, prepará-los muito bem para a carreira que irá trilhar precisa de alguns diferenciais.

A robótica tornou-se um fenômeno do mercado educacional, sendo uma disciplina fixa na grade curricular de várias escolas.

Com certeza, é um importante fator competitivo educacional. Por envolver muitos conceitos e funções numéricas das disciplinas de matemática, física e programação ajuda no desenvolvimento cognitivo e do raciocínio lógico.

Por isso, matricular as crianças em um curso de robótica é ideal para desenvolver esses conhecimentos, despertar as habilidades manuais e estéticas, e contribuirá para o seu futuro profissional.

3 – Expressão Corporal e Verbal

Que tal preparar os pequenos para as profissões do futuro? Você já imaginou eles como um youtuber e influenciador digital de sucesso? Mas, para isso, é importante aprimorar a expressão corporal e verbal da criança.

Assim, uma boa dica é matriculá-lo em um curso voltado a gravar e editar vídeos para o YouTube, que desenvolva habilidades de comunicação, criatividade e expressão. Além disso, é um grande divertimento e entretenimento para as crianças.

As inovações tecnológicas são responsáveis por mudanças profundas no modo de vida da sociedade moderna. Com esse cenário, o acesso à internet por crianças e adolescentes aumentou consideravelmente.

Dessa forma, os pais devem se interessar, orientar e, também, aproveitar o boom tecnológico para aperfeiçoar a capacidade comunicativa dos pequenos.

Conheça o garoto americano de apenas 7 anos, Ryan (do canal Ryan ToysReview), que produz vídeos testando brinquedos e está na lista dos youtubers que mais faturam gravando vídeos para a plataforma YouTube.

Segundo a revista Forbes, o pequeno arrecadou, em 2017, US$12 milhões (o equivalente a R$ 36,27 milhões), sendo o 8° da lista dos que mais ganharam com vídeos no YouTube no ano passado. Recentemente, ele lançou uma linha de brinquedos com o Walmart, nos EUA.

4 – Raciocínio Lógico e Desenvolvimento Cognitivo

A matemática está presente na vida de todos desde cedo. Trata-se de uma ciência fundamental para diferentes aspectos atuais , com os avanços tecnológicos a situações e necessidades cotidianas.

Sendo assim, a nossa quarta dica é: incentive o aprendizado da matemática ainda na infância. O ideal seria um ensino o mais completo possível, que desenvolva o raciocínio lógico e cognitivo. Portanto, a matemática não só pode, como precisa ser incluída na educação dos pequenos.

Por exemplo, a partir dos seis meses de vida os bebês já identificam a diferença entre conjuntos de elementos que contenham quantidades diferentes. Aos três anos de idade, mais ou menos, eles já entendem as operações básicas de adição e subtração.

A introdução dos conceitos matemáticos na vida dos pequenos é o caminho para favorecer seu desenvolvimento intelectual, social e emocional. Além disso, amplia suas habilidades cognitivas, fornece a capacidade de resolver problemas, argumentar com lógica, levantar questionamentos e pensar criticamente.

Desse modo, proporciona às crianças mais autonomia, confiança e segurança. Ela é uma importante ferramenta para preparar a criança para o futuro profissional, desenvolvendo capacidades e habilidades cognitivas importantes para o aprimoramento do raciocínio lógico, criatividade e inventividade.

5 – Incentive a Consciência Ambiental e a Responsabilidade Social

Para encerrar, nossa última dica é: incentive a consciência ambiental e a responsabilidade social nas crianças.

Cada vez mais, as empresas estão preocupadas com sustentabilidade e o meio ambiente. Por isso, é importante estimular os pequenos a evitar o desperdício de recursos naturais, aprender a poupá-los e reciclar.

Através dos exemplos que crianças recebem em casa e na escola pelos adultos é possível construir, aos poucos, um modelo de preservação ambiental em cada círculo social e, posteriormente, uma consciência ecológica mútua.

Entretanto, para que essas ideias se tornem claras a ponto de se tornarem práticas, projetos de pedagogia ligados ao tema são importantes.

Além da consciência ambiental, também é importante estimular a responsabilidade social nas crianças. Ensine-as o valor do compromisso consigo mesmo e com o coletivo.

Estimular a responsabilidade social é importantíssimo. Por exemplo, há empresas onde o processo seletivo leva em consideração os trabalhos sociais que o candidato participa ou participou.

Conclusão

A educação infantil deve desenvolver várias habilidades nas crianças. Assim, elas se tornaram adolescentes e adultos capacitados para identificar oportunidades e solucionar problemas no mercado e, quem sabe, uma liderança para empreender.

E aí, gostou das nossas dicas? Você aprendeu que com algumas práticas é possível, de forma consciente, preparar as crianças para o futuro profissional. Para contribuir ainda mais o seu aprendizado, confira um artigo: Características das gerações y e z: por que são relevantes para a sua escola. 

Deixe uma resposta