Dicas essenciais para você que quer começar a empreender

Empreender é o desejo de grande parte dos jovens na atualidade, que sonham em ter o próprio negócio.

Imagem: Reprodução

De uma maneira geral, seja por necessidade ou por oportunidade, os empreendedores geram lucro com o oferecimento de produtos ou prestação de serviços.

O empreendedorismo de necessidade ocorre quando o candidato a empreendedor se aventura em um negócio motivado pela falta de opção, devido ao desemprego e escassez de oportunidades de trabalho.

Já o empreendedorismo de oportunidade, muito menos propenso ao fracasso, tem início com um empreendedor visionário, que sabe bem onde quer chegar com o seu negócio. Por meio de um planejamento, ele prevê todo o crescimento da empresa, visando a geração de lucros, empregos e riquezas.

Neste sentido, o empreendedor ideal é aquele que transforma o dia a dia das pessoas, facilitando processos e resolvendo as dores e problemas do seu público-alvo. Sobretudo, é quem consegue ter uma boa ideia, planejar e executar, transformando a vida dos clientes, com mais criatividade e liderança.

Se você se considera uma pessoa diferenciada, com motivação singular e apaixonada pelo que faz, já deu um grande passo para o reconhecimento e admiração como empreendedor. Contudo, não se trata de nascer sabendo fazer alguma coisa e, sim, de se empenhar com dedicação e vontade de crescer.

Para quem quer começar a empreender e desfrutar as vantagens dessa decisão, algumas dicas podem ser essenciais, principalmente no início. Vamos a elas!

Empreender, por quê?

Imagem: Reprodução

São muitos os caminhos e possibilidades que podem levar à uma carreira de sucesso. Embora o empreendedorismo pareça assustador para muita gente, a criação e manutenção de um negócio tem vantagens como:

  • Ter a chance de fazer o que gosta;
  • Ser seu próprio chefe;
  • Ter maior domínio sobre o futuro;
  • O empreendedor se torna um líder.

Ter a chance de fazer o que gosta

Um guia sobre a relevância dos cursos profissionalizantes nas escolas
Imagem: Reprodução

Um dos pontos mais atraentes para os empreendedores é a possibilidade de fazer o que gosta. Uma pessoa apaixonada por pets pode abrir uma creche para cachorro e ser muito feliz na área, por exemplo.

Fazer o que gosta é muito importante para que os profissionais se mantenham motivados para o trabalho, o que resulta em maior produtividade e mais crescimento para os negócios. 

A paixão pelo trabalho acompanha o comprometimento e, por isso, o ideal é que os empreendedores invistam em um ramo de atuação que já conhecem e com o qual se identificam.

Ser seu próprio chefe

Imagem: Reprodução

O empreendedor define as suas própria regras de trabalho, assim como as metas e o que será feito para alcançá-las. Por não precisar prestar satisfações para ninguém, o empreendedor tem mais liberdade para as decisões que envolvem o negócio, como a distribuição de brindes para funcionários, por exemplo.

Entretanto, é preciso ter disciplina e foco para não tomar as decisões erradas ou prejudicar o negócio com falta de comprometimento.

Ter maior domínio sobre o futuro

Imagem: Reprodução

Atualmente, é grande a incerteza que os trabalhadores enfrentam, mesmo aqueles que têm cargos de confiança em grandes empresas. Como empreendedor, independente do que aconteça, o foco sempre estará no seu próprio sonho, o que permite maior domínio sobre o futuro.

O empreendedorismo é bastante guiado pelo instinto dos profissionais. Mas, com um bom planejamento é possível realizar um projeto de curso de áudio, por exemplo, viável e lucrativo, de olho no futuro.

O empreendedor se torna um líder

Quiz: Você é um bom gestor escolar?
Imagem: Reprodução

A figura do empresário costuma estar relacionada à uma pessoa que define tendências e tem capacidade de inovar por conta própria.

O empreendedor se transforma em um líder, porque deve assumir riscos para fazer o seu negócio acontecer ao invés de apenas seguir o fluxo dos acontecimentos ao seu redor.

Ser um empreendedor e assumir um posto de liderança em uma empresa fabricante de armário de aço cozinha, para exemplificar, pode ser bastante desafiador. Entretanto, seguindo algumas recomendações é possível alcançar sucesso, independente do segmento de atuação.

Dicas para começar a empreender

Imagem: Reprodução

Um dos principais erros dos empreendedores é não estudar o campo de atuação. Um empreendedor do segmento de conserto de ar condicionado, por exemplo, deve entender como funciona o mercado escolhido. É preciso analisar quem são os concorrentes, o perfil do público-alvo, perfil desejado para os colaboradores, entre outras questões.

Os profissionais também precisam se espelhar e aprender com outros empreendedores do mesmo segmento. Além disso, saber vender o seu próprio peixe, construindo uma imagem com boa reputação e credibilidade, é essencial para o sucesso de qualquer negócio.

Investir em um bom planejamento financeiro também pode ser um diferencial para um empreendimento focado no serviço de manobrista para eventos, por exemplo, assim como a elaboração de um plano de negócios. Por meio de boas parcerias, é possível alavancar a empresa e ainda ajudar outros empreendedores.

Quando as vendas têm início, o empreendedor tem uma chance de experimentar o mercado. Agradar os clientes também é importante, visando a fidelização e as indicações, aumentando a lucratividade e popularidade da empresa.

Para iniciar essa jornada, alcançando sucesso no setor escolhido, algumas recomendações podem ser de grande valia. São elas:

1) Ter atitude empreendedora

O empreendedor precisa ter em mente que deve criar as suas próprias oportunidades e ser persistente. Afinal, o mercado atual é cada dia mais competitivo. Por isso, destaca-se o negócio que estiver mais preparado para contornar todos os problemas que podem surgir pelo caminho.

2) Prototipar a ideia de negócio

Antes de executar a ideia, uma dica é realizar um protótipo dos produtos, como um banner para salão, por exemplo. Assim, é possível analisar pontos fortes e o que precisa ser melhorado nos produtos ou serviços que serão oferecidos aos clientes.

3) Investir no modelo de negócio

O modelo de negócio está relacionado à forma como a empresa será gerida. O ideal é que o empreendedor invista em um modelo sustentável, permitindo a sua existência por mais tempo.

4) Fazer um planejamento financeiro

Para que o empreendimento seja rentável, com bom ROI (Retorno sobre o Investimento), é fundamental um bom planejamento financeiro, incluindo todos os custos do negócio e a perspectiva de retorno.

Desta forma, o empreendedor consegue saber quanto exatamente precisa investir para fundar uma empresa de eventos, por exemplo, especializada em festa de batizado decoração.

5) Valorizar os clientes

A clientela é fundamental para qualquer empreendimento, e deve ser valorizada sempre. Isso ocorre principalmente por meio de um bom atendimento, deixando os clientes satisfeitos com as experiências. Assim, os negócios podem até se mostrar mais rentáveis.

6) Ter um plano para a evolução do empreendimento

O crescimento desordenado pode atrapalhar qualquer empresa, mesmo as mais consolidadas no mercado. A evolução dos negócios deve ocorrer de maneira planejada, atentando-se ainda para a sustentabilidade da empresa.

7) Ter um plano de negócios

O plano de negócios funciona como um guia para o empreendedor ou empresário, descrevendo todo o negócio e o mercado em que ele se insere. O documento tem o objetivo de analisar a atuação da empresa, além de projetar ações futuras.

8) Estudar o mercado

Um pré-requisito para qualquer negócio de sucesso é uma análise detalhada do mercado em que o empreendedor pretende atuar. Isso envolve um estudo aprofundado do público-alvo da empresa, assim como de concorrentes e fornecedores.

9) Avaliar a necessidade de financiamento

Os empréstimos são bastante comuns para os empreendedores que estão começando e não têm como investir nessa fase inicial. Contudo, o empreendedor deve avaliar se realmente é necessário buscar um financiamento.

Para não passar por apertos no futuro, com dificuldade para quitar as dívidas, é preciso prever essa questão no planejamento financeiro.

10) Formalizar o negócio

A formalização é importante, porque com a documentação em dia o empreendedor pode abrir conta jurídica em agências bancárias, além de participar de concorrências públicas e não ter problemas com possíveis fiscalizações.

11) Investir em Marketing Digital

Depois de estruturar bem o empreendimento, a dica é investir em estratégias de Marketing Digital, atraindo mais clientes e conquistando autoridade na internet. Trata-se de uma dica bastante interessante para os empreendedores que estão começando, porque serve para todos os tipos de empresa, independente das dimensões.

O Marketing Digital é muito mais barato do que o tradicional (com propagandas veiculadas em jornais, TV ou rádios, por exemplo), e apresenta muitas vantagens, como a eficiência, o alcance e a possibilidade de mensurar facilmente os resultados.

Quem está começando a empreender pode se assustar com uma perspectiva de jornada longa e complicada. Contudo, a maior arma para qualquer jovem empreendedor é a informação. 

Hoje em dia há muitos cursos, formações e especializações que podem auxiliar nesse caminho, trazendo mais clareza e confiança.

No final, é sempre bom lembrar que todo o trabalho duro será recompensado com um empreendimento rentável e prazeroso de se administrar.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta